Blogger Widgets
            

[O que o Leo leu?] - A Minha Metade Silenciosa - Andrew Smith

E aí galera, no O que o Leo leu? de hoje vou falar sobre o livro Minha Metade Silenciosa, o drama adolescente é a estreia de Andrew Smith e foi publicado recentemente no Brasil pela editora Gutenberg.

                                         
                                                                         Sinopse


Stark McClellan tem 14 anos. Muito alto e magro, tem o apelido de Palito, mas sofre bullying porque é 'deformado', já que nasceu apenas com uma orelha. Seu irmão Bosten, o defende em qualquer situação, porém ambos não conseguem se proteger de seus pais abusivos, que os castigam quase todos os dias. Ao enfrentar as dificuldades da adolescência, é a amizade e o apoio do irmão sua referência de amor. Um dia, porém, o pai descobre um segredo de Bosten, que foge de casa. E Palito, em uma jornada de amadurecimento, o buscará para ajudá-lo.

Bom, acho que esse livro poderia ser definido como uma versão mais forte e impactante de As Vantagens de Ser Invisível, pois além de abordar temas parecidos como bullying, sexualidade e a fase de transição da adolescência, ambos são narrados por personagens bem singulares e com aspectos bem interessantes. O maior desafio de Palito desde o inicio é ser capaz de acreditar em si mesmo, mas como fazer isso quando as pessoas que mais estão dispostas a te desencorajar são aquelas que moram na sua casa? As pessoas que te deram a vida? Este é o maior dilema do livro, como libertar-se das correntes? 
  
               ''O mundo para mim soa diferente de como ele soa para todas as outras pessoas.'' 

Um dos pontos fortes do livro é o modo como Smith aborda as relações entre os personagens, ele faz isso de uma forma pura e muito convincente e é o cuidado com esses aspectos que faz com que Minha Metade Silenciosa seja um livro repleto de personagens extramente carismáticos que você pode amar, e outros tão vazios e tiranos que você pode odiar.

Intensa, essa palavra define perfeitamente essa narrativa, ao passo que você devora o livro, o livro te devora, faz você torcer, sentir, odiar, amar. É uma história que te envolve e que acima de tudo te faz pensar, Minha Metade Silenciosa vai muito além de suas 303 páginas, é uma história forte daquelas que te acompanham por toda a vida.

Algo que me surpreendeu positivamente foi a tradução, confesso que quando vi que o apelido do protagonista era Palito, fiquei com um pé atrás mas não tive nenhum problema com a tradução, muito pelo contrário, fiquei muito satisfeito com o fato de o tradutor ter tido o cuidado de não tirar a essência do livro, afinal de contas é uma história contada por um adolescente, e nem sempre os tradutores tem o devido cuidado com a forma de usar as palavras e muitas vezes isso pode acabar com todo o sentido de um diálogo ou um pensamento. Acredito que essa surpresa positiva foi um dos motivos que me fez achar Minha Metade Silenciosa uma leitura tão fluída e eloquente.

Uma coisa que também deve ser levada em consideração é o cuidado que a editora teve com essa edição, começando por essa capa que eu pessoalmente achei incrível, e assim como Palito, o livro só tem a orelha direita, criativo né? Outro diferencial é o modo como o texto foi estruturado para que nós possamos ler do jeito que o Palito escuta, com espaçamentos entre as palavras.                                                                                          
                                
                                                                               Créditos das imagens: Psychobooks.com.br

A obra de Andrew Smith definitivamente conquistou seu lugar no meu Top 5 e eu espero que vocês curtam tanto quanto eu curti. Esse foi O que o Leo leu? de hoje e até a próxima.
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 

5 comentários:

  1. Adorei a dica! Não conhecia o livro!
    Comecei a seguir o blog, adorei o modo de escrita!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Alessandra, obrigado, tenho certeza que você vai gostar do livro xD

      Excluir
  2. Não conhecia esse livro ainda,mas igual As Vantagens de ser Invisível, fiquei bem curiosa quanto a história... só não sei se curtiria muito essa forma que ele escreveu o livro,com espaçamentos,acho que me incomodaria um pouco.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No começo eu também achei um pouco estranho mas depois me acostumei, depois que começa não tem como parar uahuah

      Excluir
  3. Oi, a resenha é ótima, vou ver se leio esse livro logo. =))

    Beijinhos, Dany.
    http://livrosqueinspiram.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir